História Moderna

Eventos

Consolidação do Estado português

1385

Fim da Revolução de Avis. D. João, Mestre de Avis, é apoiado pela burguesia comercial, pelas cidades litorâneas e pela "arraia-miúda" contra Dona Leonor Teles, apoiada pela nobreza lusitana e pelo reino de Castela. Vence e consolida a centralização do poder monárquico em Portugal.

Conquista de Ceuta

1415

Marco inicial da expansão marítima portuguesa.

Consolidação do Estado espanhol

1469

Promovido pelo casamento dos reis católicos Fernando de Aragão e Isabel de Castela.

Tratado deToledo

1480

Terras ao sul das Ilhas Canárias (próximas ao Equador) seriam portuguesas e terras ao norte, espanholas.

Início da Dinastia Tudor e do absolutismo na Inglaterra

1485

Queda de Granada

1492

Fim da Guerra de Reconquista.

Chegada de Colombo às Américas

1492

Tratado de Tordesilhas

1494

Descobrimento do Brasil

1500

Publicação das 95 teses de Lutero

1517

Consolidação do Estado francês

1520

Início da colonização espanhola

1520

Criação da Igreja Anglicana

1534

Igreja independente da autoridade papal.

Fundação da Companhia de Jesus

1534

Calvino toma o poder na Suíça

1541

Concílio de Trento

1545 - 1563

Paz de Augsburgo

1555

Acordo entre católicos e protestantes - haveria liberdade religiosa para os príncipes, mas os súditos seriam obrigados a seguir a religião adotada pelo príncipe de sua região.

União Ibérica

1580 - 1640

Independência da Holanda

1581

Após isso, a Holanda empreendeu diversas invasões às possessões espanholas em terra africana e americana, invadindo até mesmo o Brasil.

Fundação da Virginia

1584

Primeira colônia inglesa na América do Norte.

Fim da Dinastia Tudor

1603

Dinastia Stuart: Jaime I

1603

Desencadeou violenta perseguição aos católicos e calvinistas; impôs uma política fiscal e tributária de péssimas repercussões.

Dinastia Stuart: Carlos I

1625

Bill Of Rights

1628

Limita a política fiscal de Carlos I. Reafirmava o conteúdo da Magna Carta de 1215.

Short Parliament

1637

Carlos I, buscando apoio popular contra as revoltas escocesas presbiterianas no Norte da Inglaterra, reconvoca o Parlamento, que escolhe ser mais importante lutar contra o absolutismo. Rapidamente dissolvido.

Long Parliament

1640

Carlos I reconvoca o Parlamento. Quando tenta dissolvê-lo novamente em 1642, eclode a revolução.

Revoluções Inglesas

1642 - 1649

EXÉRCITO MONARQUISTA (cavaleiros):
rei, católicos e anglicanos
EXÉRCITO DOS CABEÇAS REDONDAS:
presbiterianos e puritanos

Os cabeças redondas vencem e proclamam a República da Inglaterra.

Commonwealth: República Puritana

1649 - 1658

Atos de Navegação

1651

Por Oliver Cromwell.
Somente embarcações inglesas poderiam realizar o comércio de mercadorias procedentes da Inglaterra ou a ela destinados.
Consolidou a hegemonia da frota inglesa.

Restauração Stuart

1660

Coroação de Carlos II

Assume Jaime II

1685

Católico convicto, ameaçou restabelecer o catolicismo como religião oficial.

Revolução Gloriosa

1688

Diante da "ameaça católica", o Parlamento resolve entregar a Coroa a um príncipe protestante holandês, Guilherme de Orange. Ao desembarcar na Inglaterra, não encontra qualquer resistência e é coroado Guilherme III.

Declaração de Direitos

1689

Absolutismo substituído pela monarquia constitucional.
Assegurava ao Parlamento o direito de aprovar ou rejeitar impostos, garantia a liberdade individual e direito à propriedade privada.

Stamp Act

1763

Máquina a vapor

1769

The Boston Tea Party

1773

2º Congresso Continental: INDEPENDÊNCIA

1776

Declaração de Independência

Conquista efetiva da Independência

1783

REVOLUÇÃO FRANCESA

1789

As quatro jornadas revolucionárias:
1ª - Maio - Juramento da sala do jogo da péla
2ª - Julho - Tomada da Bastilha
3ª - Agosto - O Grande Medo
4ª - Outubro - O povo marcha até Versalhes e traz o rei para Paris.

Eleito o primeiro presidente americano

1789

Monarquia Constitucional

1791

O rei jura à primeira Constituição francesa, muito influenciada pela alta burguesia.
Estabelecia o voto censitário.
Lei Le Chapelier - proibidas as greves e os sindicatos.

Comuna Internacional de Paris

1792

República

1792

Execução do rei e o partido jacobino assume a liderança

1793

Constituição democrática criada, mas suspensa.
Inicia-se o período do Terror.

Golpe do Pântano: Diretório

1794

9 Termidor.

18 BRUMÁRIO

1799

Marcha para o Oeste

1800

Destino Manifesto
Novos territórios adquiridos por compra (Louisiana), acordos diplomáticos (Oregon) ou guerra (Texas).
Consequências:

crescimento demográfico
desenvolvimento econômico
transformações sociais (norte e leste: indústria e comércio; centro e oeste: lavoura e gado; sul: aristocracia rural)

Constituição do ano XII

1804

Aprovada em plebiscito. O Consulado se tornava um IMPÉRIO.

Independência do Haiti

1804

Código Civil Napoleônico

1804
  • igualdade formal perante a lei
  • direito à propriedade
  • proibiu as greves e a organização sindical
  • ratificou a reforma agrária

Bloqueio Continental

1807

Congresso de Viena

1815
  • restauração do absolutismo monárquico ou Antigo Regime;
  • legitimidade das antigas dinastias que haviam sido depostas durante as guerras napoleônicas;
  • o equilíbrio europeu, que visava congelar a velha ordem e preservar a paz na Europa pela equivalência de forças
  • Santa Aliança (Áustria, Rússia, Prússia e Grã-Bretanha. ->>>> França adere e Inglaterra sai (independência da América espanhola)

Governo dos Cem Dias

1815

Zollverein

1818

União aduaneira dos estados da confederação germânica

Independência do México

1821

Doutrina Monroe

1823

Revolução Liberal

1830

Rei burguês: Luís Filipe de Orleans.
Inicia-se efetivamente a industrialização da França.

Guerras do Ópio

1839

Ingleses apostam na exportação ilegal de ópio para a China como meio de penetrar no território.
TRATADO DE NANQUIM - China cede Hong Kong à Inglaterra e deve abrir portos ao comércio internacional.

Publicação do Manifesto Comunista

1848

Karl Marx e Friedrich Engels fundam o socialismo científico
- a transformação da sociedade como resultado das forças econômicas
- a luta de classes como força motriz imediata da história
- a exploração da mais-valia como essência do capitalismo moderno
- o proletariado como agente de transformação da sociedade capitalista
- o advento do socialismo como fase de transição para o comunismo

Primavera dos Povos: França

1848

O governo de Luís Filipe, que ascendera ao trono na Revolução Liberal de 30, favorece a camada mais rica de burgueses, enquanto os proletários permanecem miseráveis. Organizados em diversos partidos, acabam por instituir um governo provisório, a Segunda República. Entre outras medidas, criam as oficinas nacionais, fábricas do Estado destinadas a diminuir o desemprego.
Após várias reviravoltas, o governo acaba sendo assumido por Luís Napoleão, por meio de plebiscitos. Assim, a Segunda República é convertida em Segundo Império.

Conde de Cavour escolhido primeiro-ministro

1852

do Reino Piemonte-Sardenha

Guerra dos Sipaios

1857

Índia.
Vencem os ingleses.

Unificação Italiana

1859 - 1870

Movimentos pela unificação:
Risorgimento: alta burguesia do Piemonte, monarquia liberal
Camisas Vermelhas: Sul da Itália, Garibaldi
Jovem Itália: camadas médias, República
Piemonte: reino do norte italiano, industrializado, com burguesia forte e dotado de uma monarquia constitucional.
Aliança Piemonte + França. Ataque austríaco em 1859.
Paralelamente à guerra, Garibaldi já havia conquistado vários territórios. Em 1860, um plebiscito uniu estes territórios à Piemonte, surgindo a Alta Itália. Em 1861, foram somados os territórios do Reino das Duas Sicílias, ocupado por Garibaldi, e os Estados Pontifícios, ocupados por Piemonte, formando o Reino da Itália.
Guerra Austro-prussiana acelera a unificação.
FIM: A Itália torna-se uma monarquia constitucional e parlamentar; o Sul é agrário e latifundiário, o Norte, relativamente industrializado.
--> irredentismo

Segunda Revolução Industrial

1860
  • processo Bessemer de transformação de ferro em aço
  • dínamo: energia mecânica transformada em elétrica
  • motor a combustão interna: petróleo

Guerra de Secessão

1861 - 1865

Norte (União, partido Republicano) x Sul (Confederados, partido Democrata)
Fatores da guerra:

rivalidade política (era dominada pelo sul)
questão da escravidão
rivalidade econômica (quanto à questão do protecionismo)
CAUSA IMEDIATA: vitória de Abraham Lincoln nas eleições presidenciais
Batalha de Gettysburg
Vitória do Norte
Início da política isolacionista norte-americana: Doutrina Monroe e Corolário Roosevelt

Bismarck escolhido primeiro-ministro

1862

Unificação Alemã

1864 - 1870

A "Alemanha" constituía-se, na verdade, de vários Estados - a Confederação Germânica, dominada pela Áustria.
Medidas tomadas: Zollverein, aliança entre a alta burguesia e os junkers (aristocracia militar prussiana), modernização militar, nomeação de Otto von Bismarck para o cargo de primeiro-ministro da Prússia.
A luta pela unificação se inicia em 1864 com a Guerra dos Ducados.
Durante a Guerra Austro-Prussiana, os Estados do norte se agruparam sob a dominância prussiana. Temendo a unificação, a França passa a ser inimiga.
Guerra Franco-prussiana: A Prússia vence e é fundado o II Reich alemão, concluindo a unificação política do país.
(I Reich: Sacro Império Romano-germânico medieval)

CONSEQUÊNCIAS!

ruptura do equilíbrio europeu
Revolução Industrial alemã
política de alianças (Tríplice Aliança: Itália, Alemanha e Áustria; Tríplice Entente: França, Inglaterra e Rússia)

Unificação Alemã e Italiana

1871

Comuna de Paris

1871

Republicanos e socialistas não aceitam a derrota da França para a Prússia na guerra franco-prussiana de 1871. Ocupam Paris e proclamam a Comuna de Paris, primeiro governo de caráter socialista no mundo. A propriedade privada foi abolida e os operários assumiram o controle da economia e dos destinos da cidade.
Chega ao fim em 72 dias.

Rainha Vitória coroada imperatriz da Índia

1876

Assume no México Porfirio Diaz

1876

Alemanha + Império Austro-Húngaro

1879

Firmam acordo contra a Rússia.

Itália adere à aliança

1882

TRÍPLICE ALIANÇA

Conferência de Berlim

1885

Fundação do movimento sionista

1897

Independência de Cuba

1898

Guerra Hispano-Americana

1898

Guerra dos Bôeres

1899 - 1902

África do Sul.
Ingleses x Holandeses

Guerra dos Boxers

1900

Derrota chinesa
Culmina na política da "porta aberta"

Corolário Roosevelt

1901

"Big Stick"

Emenda Platt

1902

Divisão do POSDR

1903

(Partido Operário Social-Democrata Russo)
- bolcheviques: liderados por Lênin, defendiam a tomada do poder pelos operários e camponeses.
- mencheviques: liderados por Martov, adeptos da revolução gradual.

Reino Unido + França

1904

Entente Cordiale

Fim da Guerra Russo-Japonesa

1905

Japão vence

Revolução de 1905

1905

Domingo Sangrento.
Operários, camponeses e soldados organizaram-se nos "sovietes".

Instalação da Duma

1906

Parlamento.

Rússia adere à aliança

1907

TRÍPLICE ENTENTE

Revolução Mexicana

1910

Liderada por Francisco Madero contra Porfirio Diaz, Esperava-se que Madero realizasse a reforma agrária, o que não acontece.
Inicia-se a luta contra Madero, liderada por Emiliano Zapata e Pancho Villa.
Em 1914 ascende ao poder o latifundiário Carranza, apoiado pelos EUA, que elabora uma nova Constituição e garante alguns direitos do campesinato.
Estes direitos foram com o tempo sendo gradualmente esquecidos. Ainda hoje, os camponeses lutam pela reforma agrária. Nos anos 90 surge a EZLN, na província de Chiapas.
(subcomandante marcos)

PRIMEIRA GUERRA

1914

Atentado contra Francisco Ferdinando, arquiduque sucessor do Império Austro-Húngaro, na Bósnia, por um estudante sérvio.

Itália troca de lado

1915

Após neutralidade, entra na guerra ao lado da Entente

Revolução de Fevereiro

1917

O Exército se nega a marchar contra uma manifestação popular;
o czar Nicolau II é obrigado a abdicar.
Em seu lugar forma-se a República da Duma, liderada pelos mencheviques.

Revolução de Outubro

1917

Os bolcheviques tomam o poder, objetivando a saida da Rússia da guerra e uma ampla reforma agrária,
Instituem o Conselho dos Comissários do Povo, presidido por Lênin.
- expropria indústrias
- nacionaliza bancos
EXÉRCITO BRANCO (aristocratas e mencheviques) x EXÉRCITO VERMELHO (organizado por Trostki)

Tratado de Brest-Litovsk

1918

Rússia sai da guerra.

Fundação do Partido Fascista na Itália

1919
  • ultranacionalista
  • contra o comunismo
  • contra a democracia liberal

Tratado de Versalhes

1919
  • Alemanha perde colônias, cede territórios, paga indenização.
  • criação da Liga das Nações

Partido Nazista

1919

Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães.
Contra a República de Weimar

Vitória bolchevique

1921

Instalada a URSS

1922

Marcha sobre Roma

1922

"camisas negras"
o rei Vitor Emanuel III convoca Mussolini para o cargo de primeiro-ministro com plenos poderes.
Duce

Hitler escreve Mein Kampf

1923

Enquanto na prisão, após o Putsch de Munique (tentativa de golpe)

Stalinismo

1928

Após a morte de Lênin em 1924, Trostki (revolução permanente) e Stalin (isolacionismo soviético) disputam o poder. Stalin vence.
- substitui a NEP pelos planos quinquenais.
- prioriza a indústria pesada e coletiviza as terras à força
- totalitarismo
- culto à personalidade
- "expurgos"

DEPRESSÃO

1929

Crise de superprodução: o consumo não acompanha a produtividade.
Recuperação da Europa
Excesso de oferta -> preços baixos -> falência -> desemprego.

Partido Nazista vence as eleições

1932

New Deal

1933
  • keynesianismo
  • intervenção estatal
  • Franklin Roosevelt

Hitler ocupa a Renânia

1936

Anschluss e anexação dos Sudetos

1938

Sudetos: região da Tchecoslováquia

Invasão da Polônia

1939

Blitzkrieg

Pacto Germânico-Soviético de Não Agressão

1939

Ocupação da França

1940

Norte: ocupação nazista
Sul: governo colaboracionista (Vichy)

EIXO

1940

Alemanha, Itália e Japão

EUA entram na guerra

1941

Após ataque japonês a Pearl Harbor

Invasão da Rússia

1941

Batalha de Stalingrado: derrota nazista

1943

Dia D

1944

FIM DA GUERRA

1945

Conferência de Yalta

1945

Redivisão mundial

Conferência de Potsdam

1945

Fica determinado o pagamento de uma indenização pela Alemanha e a divisão de seu território em quatro áreas de ocupação militar.

ONU

1945

Doutrina Truman

1947

Independência da Índia

1947

Dividida em União Indiana (hindu) e Paquistão (muçulmano)
Mais tarde, surgem também Sri Lanka e Bangladesh

A ONU propõe a divisão da Palestina

1947

em dois países: parte judaica e parte árabe.
Proposta rejeitada pelos árabes.

Plano Marshall

1948

OTAN

1949

Revolução Chinesa

1949

Kuomintang - Partido Nacionalista - Chiang Kai-Shek
PCC - Partido Comunista Chinês - Mao Tsé-Tung

URSS explode a primeira bomba

1949

Guerra da Coreia

1950 - 1953

A Coreia do Norte (socialista) invade a do sul (capitalista).

Nikita Kruschev

1953

Coexistência Pacífica

Divisão do Vietnã

1954

Norte: regime socialista de Ho Chi Minh
Sul: regime monárquico e pró-capitalista.
Um ano depois, é instalada uma ditadura no sul.

Pacto de Varsóvia

1955

Revolução Cubana

1959

Tomada de Havana

Guerra do Vietnã

1959

Vietcongues: guerrilheiros comunistas do sul

Rompimento Sino-Soviético

1960

Independência do Congo

1960

Patrice Lumumba assume o governo.

Erguido o Muro de Berlim

1961

Invasão da Baía dos Porcos

1961

Crise dos Mísseis

1962

Embargo econômico á Cuba

1962

Entrada dos EUA na Guerra do Vietnã

1964

Criação da OLP

1964

Joseph Mobutu assume no Congo

1965

Ditador, apoiado pelos EUA.

Guerra dos Seis DIas

1967

Israel vence e ocupa:
- a Faixa de Gaza
- a península do Sinai
- as Colinas de Golã
- a Cisjordânia

Primavera de Praga

1968

Chegada do homem à lua

1969

Salvador Allende eleito no Chile

1970
  • nacionaliza mineradoras norte-americanas

Guerra do Yom Kippur

1973

Israel derrota Egito e Síria.

Política da Détente

1973

Bordaberry fecha o Congresso no Uruguai

1973

Golpe: Augusto Pinochet

1973

Crise do petróleo

1973

Revolução dos Cravos

1974

Fim do regime salazarista

Morte de Peron

1974

Assume Isabelita Peron.

Saída dos EUA da Guerra do Vietnã

1975

Reunificação do Vietnã

1976

Reunificado sob o regime socialista por Ho Chi Minh

Ditadura na Argentina

1976

Invasão soviética ao Afeganistão

1979

temia-se que o Afeganistão também adotasse um regime religioso tal qual o do Irã.

Revolução Islâmica

1979

Cai o xá Reza Pahlevi, apoiado pelos EUA, e é instalado um regime liderado pelos aiatolás (Ruhollah Khomeini)

Revolução Sandinista

1979

Formação do Solidariedade na Polônia

1980

Formado por operários e intelectuais.
Lech Walesa.
Tornado ilegal em 1982.

Guerra das Malvinas

1982

Mikhail Gorbatchev

1985

Glasnost - abertura política
Perestroika - abertura econômica

Lech Walesa eleito presidente da Polônia

1989

Queda do Muro de Berlim

1989

Concluída a reunificação da Alemanha

1990

FIM DA URSS

1991

Guerra do Golfo

1991

Iraque invade o Kuwait por petróleo.
EUA mandam tropas contra o Iraque.

Divisão da Tchecoslováquia

1992

Brasil

Chegada de Pedro Álvares Cabral

1500

Primeira expedição colonizadora

1531

Liderada por Martim Afonso de Souza.
Tem início a colonização no Brasil.
- distribuição de sesmarias
- plantação da cana-de-açúcar

Fundação da Vila de São Vicente

1532

Doação de capitanias hereditárias

1534

Cartas de doação: constavam os poderes político-administrativos dos donatários
Forais: detalhes fiscais do sistema

Governo-Geral

1548

Centralização da administração para efetivar a colonização, dado o fracasso das capitanias hereditárias.
Foi oficializado pelo documento denominado REGIMENTO, que reafirmava a autoridade e soberania da Coroa.
Deveres do Governador-Geral (Tomé de Souza):
- combater ou fazer alianças com os indígenas
- enfrentar e reprimir os corsários
- fundar vilas, povoações e feiras
- construir navios e fortes
- garantir o monopólio real sobre a exploração do pau-brasil
- procurar metais preciosos
- incentivar a lavoura da cana-de-açúcar

Provedor-mor: encarregado das finanças
Capitão-mor: responsável pela defesa e vigilância
Ouvidor-mor: encarregado da aplicação da justiça

Para servir de sede do governo-geral no Brasil, a Coroa compra a capitania da Bahia.

Governador-geral Tomé de Souza

1549

Desenvolve a produção agrícola e a criação de gado; traz os primeiros escravos africanos, mulheres e jesuítas.

Governador-geral Duarte da Costa

1553

Com ele, chega o padre José de Anchieta.
Administração turbulenta, conflitos entre colonos e jesuítas.

Invasão francesa: França Antártica

1555

Franceses huguenotes, fugindo às perseguições religiosas em seu país, aliam-se aos tamoios e fundam a colônica "França Antártica" no Rio de Janeiro.

Governo holandês em Pernambuco

1630

Revolta dos Beckman

1684

Manuel e Tomás Beckman x Companhia de Comércio do Maranhão

Descoberta do Ouro

1693

Regimento Aurífero

1702
  • criação da Intendência das Minas

Guerra dos Emboabas

1708

Paulistas x emboabas (forasteiros)

Revolta dos Mascates

1710

Olinda x Recife

Revolta de Filipe dos Santos

1720

ou Rebelião de Vila Rica.
contra as Casas de Fundição

Inconfidência Mineira

1789

Conjuração Baiana

1798

Chegada da família real

1808

Dominação da Guiana Francesa

1813

Reino Unido a Portugal e Algarves

1815

Revolução Pernambucana

1817

Revolução do Porto

1820

Cortes Constituintes

Dominação da Cisplatina

1821

29 de dezembro: Dia do Fico

1821

INDEPENDÊNCIA

1822

Constituição de 1824

1824
  • poder moderador
  • padroado
  • voto censitário e aberto
  • províncias sem autonomia

Confederação do Equador

1824

Tratado de Paz e Aliança entre Portugal e Brasil

1825

Guerra da Cisplatina

1825 - 1828

Uruguai + Argentina x Brasil

Abdicação de D.Pedro I

1831

Abolição do tráfico negreiro

1831

Não vingou.

Criação da Guarda Nacional

1831

Código do Processo Criminal

1832
  • autonomia judiciária aos municípios
  • fortalece o poder local dos coronéis

Ato Adicional

1834
  • reformou a Constituição
  • descentralização do poder (extinguiu o Conselho de Estado e as Assembleias)
  • substitui a Regência Trina pela Una

Morte de D. Pedro I

1834

Extingue-se o partido restaurador (caramurus)

Cabanagem

1835 - 1840

única que instalou um governo realmente popular

Revolta dos Farrapos

1835 - 1845

RS,
Descontentamento dos estancieiros em relação aos impostos sobre o charque gaúcho, que o tornava mais caro que o importado.
Bento Gonçalves

Regência Una de Feijó

1835

Progressista
- Parlamento de oposição
Renuncia

Sabinada

1837 - 1838

Regência Una de Araújo Lima

1837

Balaiada

1838 - 1841

Maranhão

Lei de Interpretação do Ato Adicional

1840

Golpe da Maioridade

1840

Arquitetado por progressistas. Com o sucesso do golpe, estes são convocados para o ministério de D. Pedro II

Tarifa Alves Branco

1844

Adotado o parlamentarismo

1847

CLÁSSICO: eleições para a câmara dos deputados; o partido com a maioria elege o parlamento.
NO BRASIL: o imperador nomeia o primeiro-ministro, que forma o próprio conselho; aconteciam eleições parlamentares

Revolta Praieira

1848

Lei Eusébio de Queiroz

1850

Interferência brasileira no Uruguai

1851

Colorados colocados no poder.

Interferência brasileira na Argentina

1852

Rosas é derrubado e Urquiza colocado em seu lugar

López declara guerra ao Brasil

1864

Questão Religiosa

1864

O Papa proíbe a relação da Igreja com a maçonaria.
D. Pedro II, maçon, rejeita essa decisão.
Clérigos que acatam a bula papal (Syllabus) são presos, o que causa o rompimento da Igreja com a monarquia.

Tratado da Tríplice Aliança

1865

Argentina, Uruguai e Brasil

A Inglaterra desculpa-se ao Brasil

1865

fim da Questão Christie

Fundado o Partido Republicano no Rio

1870

Lei do Ventre Livre

1871

PRP

1873

Convenção de Itu

1873

Cafeicultores paulistas aderem à causa republicana.

Lei dos Sexagenários

1885

Lei Áurea

1888

Proclamação da República

1889

Surge a AIB

1932

Brasil entra na guerra

1942

Guerras

Fim da Guerra dos Cem Anos

1453

Fim da Guerra das Duas Rosas

1485

Luta entre duas famílias nobres, Lancaster e York, pelo trono inglês. Termina com a ascensão de Henrique Tudor, casado com Elizabeth de York, apoiado pela burguesia.

Guerra dos Trinta Anos

1618 - 1648

Travada entre França e Espanha, França vencedora. Marca o declínio definitivo da nação espanhola e, ao mesmo tempo, inaugura o período de preponderância francesa na Europa.

Guerra dos Sete Anos

1756 - 1763

Conflito anglo-francês que ocorreu simultaneamente na Europa e na América do Norte, contribuindo para a criação de um sentimento nacionalista entre os colonos americanos.

Era Napoleônica

1804 - 1815

Guerra do Paraguai

1864 - 1870

Guerra Austro-Prussiana

1866