A história da Educação Especial

Charles José Lima de Miranda

Events

na antiguidade

1750

predominava a negligência

médico Jean Marc Itard

1774

primeiras tentativas de educar um deficiente

Edward Seguin

1812

criou o método fisiológico de treinamento, estimulava o cérebro por meio de atividades físicas e sensoriais

Edward Seguin

1837

fundou uma escola para idiotas

Maria Montessori

1870

desenvolveu um sistema de treinamento para crianças deficientes mentais

1957

1957

o atendimento educacional aos indivíduos que apresentavam deficiência foi assumido explicitamente pelo governo federal

Pessotti

1984

na era cristã, o tratamento variava segundo as concepções de caridade ou castigo predominantes na comunidade

1988

1988

A Constituição Federal estabelece a integração escolar enquanto preceito constitucional, o direito de todos à educação.

Jannuzzi

1992

criação do Instituto dos Meninos Cegos em 1854 e do Instituto dos Surdos-Mudos em 1857

1994

1994

é publicada a Política Nacional de Educação Especial, orientando o processo de integração instrucional

Mendes

1995

o conceito de educabilidade do potencial do ser humano passou a ser aplicado à educação de pessoas com deficiência mental

Mendes

1995

a fase de negligência pode ser observada no Brasil até o início da década de 50

1996

1996

é publicada a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96

1999

1999

o Decreto nº 3.298 define a educação especial como uma modalidade transversal a todos os níveis e modalidades de ensino

2008

2008

AEE - criado um serviço de educação especial que identifica, elabora e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade

2009

2009

O Projeto Político Pedagógico da Escola deve contemplar o AEE como umas das dimensões da escola das diferenças