VOTORANTIM x ABB

Events

Contrato de Prestação de Serviços Nº 0923/11

17 março 2011

2ª Repotenciamento (40 / 48 MVA)

Approx. 06/2011

Serviços objeto desta lide

GARANTIA - ABB - 18 MESES APÓS A ENERGIZAÇÃO

02 julho 2011 - 02 janeiro 2013

Energização do transformador

02 julho 2011

1ª Atuação do relé RS2001

08 março 2012

Conferência telefônica entre ABB e VOTORANTIM

9 Março 2012

Ver principais aspectos tratados nas fls. 576 e 577 dos autos

Inspeção da MR

09 março 2012 - 10 março 2012

Inspeção em função da 1ª atuação do relé RS2001 ocorrida em 08.03.12

Visita técnica da ABB na VOTORANTIM

14 março 2012

Ver ata nas fls. 580 e 581 dos autos

Emissão do relatório MR Nº306304745

15 Março 2012

Ver relatório nas fls. 213 e 214 dos autos

Visita técnica da ABB na VOTORANTIM

17 abril 2012

Ver ata nas fls. 582 e 583 dos autos

2ª atuação do relé RS2001

23 maio 2012

Inspeção e emissão do relatório MR Nº306304947

24 maio 2012

Ver relatório nas fls. 215 e 216 dos autos

Data do SINISTRO

18 setembro 2012

Em 18 de setembro de 2012, por volta da 01:00h, a equipe
de manutenção da Autora foi acionada devido a um grande “estouro” na sala do transformador do FEA#1 (40/48 MVA), momento em que observou-se grande quantidade de óleo isolante espalhada por toda a sala e que, ainda, o alarme de nível de óleo do comutador 2 e relé de fluxo estavam atuados no supervisório.

Instalação do transformador reserva

22 outubro 2012

Retorno do transformador para a ABB

Approx. 24 outubro 2012

Data obtida com base na NF 191.482 reproduzida na fls. 72 dos autos.

Retorno do transformador para a VOTORANTIM

Approx. 05 julho 2013

Data obtida com base na NF 073.504 reproduzida na fls. 73 dos autos.

Geração de gases

setembro 2013

Inspeção interna feita pela ABB em campo

11 setembro 2013

Ocasião em que foi encontrado no fundo do transformador um cadarço de fixação da isolação do pé/base contra o fundo do tanque que estava queimado e também havia resíduos de fuligem no fundo e na parede do tanque. Ver fls. 78 a 81 dos autos.

Retorno do transformador para a ABB

30 setembro 2013

Data obtida com base na NF 239.258 reproduzida na fls. 82 dos autos.

Período de análise da GSI

21 outubro 2013 - 29 outubro 2013

As medições foram realizadas no sistema elétrico da VOTORANTIM no período compreendido entre 21 à 29.10.13, para verificar o comportamento das tensões e correntes do sistema elétrico em 23 [kV]. O monitoramento contemplou o alimentador do Forno Elétrico a Arco 1 (FEA-1) e no lado primário do transformador T-Forno1 de 30/36 [MVA] e do T-Panela de 13,2 [MVA]

Emissão do relatório da GSI

06 dezembro 2013

9 - CONCLUSÕES/RECOMENDAÇÕES
9.1 - Com base nos resultados obtidos verifica-se que as tensões eficazes do sistema variam de forma significativa, devido ao processo de operação dos fornos no sistema elétrico em análise. Entretanto, na média as tensões permanecem próximas aos valores nominais;
9.2 - Com base nos resultados obtidos verificou-se que somente o transformador T-FORNO 1 trabalha em sobrecarga em determinados instantes, com valores próximos a 42 [MVA] sendo a potencia nominal máxima de 36 [MVA], portanto a sobrecarga é de 18%. Recomenda-se evitar esta condição de operação;
9.3 - A máxima sobretensão verificada nas medições do transformador T-FORNO1 foi de aproximadamente 75 [kV] e portanto, inferior ao NBI do transformador. Neste caso, a margem de segurança é de 50%, considerando o NBI de 150 [kV]. Pode-se concluir que a operação do sistema com base nos resultados obtidos nas medições não compromete a vida útil e o sistema de isolamento dos transformadores analisados considerando as sobretensões de manobra durante o processo de operação do forno elétrico a arco (FEA-1).
9.4 - Apesar dos resultados obtidos nas medições indicarem sobretensões transitórias inferiores ao NBI ficam em um valor adequado com somente os para-raios já instalados, recomenda-se a instalação de supressores de surto (RC) próximos as chaves de manobra (CH-JOS). Esta recomendação adicional se baseia nas melhores práticas de engenharia relacionadas a proteção de transformadores para fornos a arco, os quais apresentam um número elevado de manobras diárias. Além disso, os protetores de surto reduzem as taxas de elevação das sobretesões (du/dt), protegendo o sistema de isolamento interno do transformador, enquanto que os para-raios atuam somente na redução das amplitudes das sobretensões.

Retorno do transformador para a VOTORANTIM

Approx. 04 fevereiro 2014

Data obtida com base na NF 84.932 reproduzida na fls. 83 dos autos.