Embrapa Gado de leite

Versão 1. Principais atividades e eventos ocorridos na Embrapa Gado de Leite, da fundação até os dias atuais.

Linha do Tempo

Criação da Embrapa

04/26/1973

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa. Missão: "Viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura, em benefício da sociedade brasileira".

Resolução RD-003/74

07/19/1974

?

Fazenda Água Limpa

10/1974

A Fazenda Água Limpa, antiga Estação Experimental de Café, localizada no município de Coronel Pacheco-MG, era vinculada ao Departamento Nacional de Pesquisa e Experimentação Agropecuária (DNPEA). Fez parte do Instituto de Pesquisas Agrícolas Centro-Oeste (IPEACO). Entre os objetivos da Estação estavam a capacitação de filhos de agricultores em técnicas modernas de agropecuária e o fomento e distribuição de material genético melhorado. A Fazenda Água Limpa foi a primeira sede do então Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite (CNPGL), mais tarde denominado Embrapa Gado de Leite.

Criação do CNPGL

10/4/1974 - 10/25/1996

A Diretoria-Executiva da Embrapa cria oficialmente o Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite (CNPGL), por meio da Portaria, Decreto Ato Normativo N° 082/74 de quatro de outubro de 1974.

A Inauguração

10/26/1976

O ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli, e o presidente da Embrapa, José Irineu Cabral, inauguram o Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite (CNPGL).

Fazenda Santa Mônica

1978

Antiga fazenda produtora de café, a propriedade faz parte da história do país (foi moradia do marechal Luís Alves de Lima e Silva – Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro – nos últimos momentos de sua vida). No século XX, a Fazenda foi incorporada ao então Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio. Na década de 1940, recebeu a denominação de Fazenda Experimental de Criação, vinculada ao Instituto de Zootecnia. Posteriormente, a Fazenda Santa Mônica torna-se campo experimental da Embrapa Gado de Leite, sendo denominado Campo Experimental Santa Monica (CESM).

De Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite para Embrapa Gado de Leite

10/26/1996 - 10/2012

O Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite passa a ser denominado Embrapa Gado de Leite. A mudança de nome seguiu a nova política nacional da Embrapa para a identificação dos centros de pesquisa. O objetivo da mudança foi fortalecer a marca “Embrapa”. A missão da unidade passa a ser descrita da seguinte forma: “Viabilizar soluções por meio de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da cadeia produtiva do leite em benefício da sociedade brasileira”.

Nova sede em Juiz de Fora - MG

6/1997

Foi inaugurada em junho de 1997, a nova sede da Embrapa Gado de Leite. A unidade passa a funcionar em Juiz de Fora – MG, a cerca de 40 quilômetros da antiga sede, que se tornou campo experimental, inicialmente identificado como Campo Experimental de Coronel Pacheco (CECP). Uma nova e moderna estrutura permitiu a informatização dos procedimentos de comunicação, pesquisa e controle administrativo. Viabilizou-se ainda o funcionamento de equipamentos analíticos sofisticados, a conexão da Unidade à rede mundial de informação (internet) e o envolvimento nos trabalhos de pesquisa de grande número de estagiários de graduação e de pós-graduação.

NUTRE

12/1997

Criado o Núcleo de Treinamento em Bovinocultura Leiteira Tropical – Nutre – com o objetivo de expandir a capacidade de difusão e transferência de tecnologias pelo treinamento e aperfeiçoamento de multiplicadores e pela capacitação gerencial de produtores e técnicos. Por meio do Nutre, a Embrapa Gado de Leite passou a contar com doze linhas de treinamentos: Administração; Biotecnologia; Genética e Melhoramento; Gerenciamento da Saúde e da Produção; Metodologia de Pesquisa e Experimentação; Alimentação; Pastagens; Qualidade do Leite e Derivados; Fisiologia e Melhoramento de Plantas Forrageiras; Reprodução; Difusão e Transferência de Tecnologias e Informação.

Parque Estadual da Serra da Concórdia

2002

A Embrapa Gado de Leite cede em comodato ao Instituto Estadual do Ambiente, do estado do Rio de Janeiro, cerca de 800 hectares de Mata Atlântica do Campo Experimental de Santa Mônica (CESM). A área se destinou à criação do Parque Estadual da Serra da Concórdia, importante unidade de conservação de espécies da fauna e da flora brasileira, algumas delas em risco de extinção.

Fazenda Livre da Brucelose e Tuberculose

09/2006

O então Campo Experimental de Coronel Pacheco (CECP) torna-se a primeira propriedade rural da Região Sudeste certificada pelo MAPA como livre de brucelose e tuberculose bovina.

Campo Experimental José Henrique Bruschi

10/2011

O Campo Experimental de Coronel Pacheco (CECP) passa a ser denominado Campo Experimental José Henrique Bruschi (CEJHB), em homenagem ao pesquisador da Embrapa Gado de Leite da área de reprodução animal, falecido em 2009.

Administração

Relação nominal dos Chefes-gerais, Chefes-adjuntos e respectivos períodos administrativos.

Hermenegildo de Assis Villaça

10/1974 - 9/1977

Chefe-adjunto Administrativo: José Lobato Neto (4/75-9/77).
Chefe-adjunto Técnico: Roberto Pereira de Mello (4/75-9/77).

Roberto Pereira de Mello

9/1977 - 1/1982

Chefe-adjunto Administrativo: José Lobato Neto (9/77-8/80).
Chefe-adjunto Administrativo: Fernando Monteiro de Oliveira (8/80-1/82).
Chefe-adjunto Técnico: Miguel Simão Neto (10/77-3/81).
Chefe-adjunto Técnico: Homero Abílio Moreira (4/81-1/82).

Geraldo Alvim Dusi

1/1982 - 7/1985

Chefe-adjunto Administrativo: Fernando Monteiro de Oliveira (1/82-7-85).
Chefe-adjunto Técnico: Homero Abílio Moreira (1/82-10/84).
Chefe-adjunto Técnico: Airdem Gonçalves de Assis(10/84-7/85).

Fernando Procópio Scarlatelli

7/1985 - 4/1986

Chefe-adjunto Administrativo: Fernando Monteiro de Oliveira 7/85-11/85).
Chefe-adjunto de Apoio: Cléverson Siqueira (11/85-3/86).
Chefe-adjunto de Apoio: José Lobato Neto (3/86-4/86).
Chefe-adjunto Técnico: Airdem Gonçalves de Assis (7/85-3/86).
Chefe-adjunto Técnico: Rodolpho de Almeida Torres (3/86-4/86).

Airdem Gonçalves de Assis

4/1986 - 9/1990

Chefe-adjunto de Apoio: Aloísio teixeira Gomes (4/86-9/90).
Chefe-adjunto Técnico: Oriel Fajardo de Campos (4/86-9/90).

Alberto Duque Portugal

9/1990 - 3/1993

Chefe-adjunto Técnico: Mário Luiz Martinez (9/90-3/93).
Chefe-adjunto de Apoio: Cláudio Nápolis Costa (9/90-8/92).
Chefe-adjunto de Apoio: Luciano Patto Novaes (8/92-3/93).

Mário Luiz Martinez - Interino

3/1993 - 5/1993

Chefe-adjunto de Apoio: Luciano Patto Novaes (3/93-5/93).
Chefe-adjunto Técnico: Luciano Patto Novaes (5/93-6/95).

Mário Luiz Martinez

5/1993 - 6/1995

Chefe-adjunto de Apoio: Luciano Patto Novaes (5/93-6/95).
Chefe-adjunto de P&D: Duarte Vilela (5/93-6/95).
Chefe-adjunto Administrativo: Laércio Gomes Machado (11/93-6/95).

Luciano Patto Novaes - Interino

7/1995 - 10/1995

Chefe-adjunto Administrativo: Laércio Gomes Machado (7/95-10/95).

Airdem Gonçalves de Assis

10/1995 - 12/1999

Chefe-adjunto Administrativo: Aloísio Teixeira Gomes (11/95-12/99).
Chefe-adjunto de Apoio Téc./Desenvolvimento: Luiz Gomes de Souza (10/95-10/97).
Chefe-adjunto de Desenvolvimento / C&N: Limirio de Almeida Carvalho (10/97-12/99)
Chefe-adjunto de P&D/Pesq.: Terezinha Padilha Bounds (10/95-10/97).
Chefe-adjunto de P&D/Pesq.: Oriel Fajardo de Campos (10/97-12/99).

Duarte Vilela

12/1999 - 3/2004

Chefe-adjunto Administrativo: Victor Ferreira de souza (12/99-3/04).
Chefe-adjunto de C&N: Matheus Bressan (12/99-3/04)
Chefe-adjunto de P&D: Mário Luiz Martinez (12/99-3/04).

Paulo do Carmo Martins

3/2004 - 9/2008

Chefe-adjunto Administrativo: Luiz fernando portugal (3/04-9/08).
Chefe-adjunto de C&N: Marne Sidney de Paula Moreira (3/04-9/08).
Chefe-adjunto de P&D: Pedro Braga Arcuri (3/04-9/08).

Duarte Vilela

9/2008 - 10/2012

Chefe-adjunto Administrativo: Antônio Vander Pereira (9/08-10/12).
Chefe-adjunto de C&N: Carlos Eugênio Martins (9/08-7/09).
Chefe-adjunto de C&N: Elizabeth Nogueira Fernandes (8/09-10/12).
Chefe-adjunto de P&D: Rui da Silva verneque (9/08-10/12).

Tecnologias

Cultivares de forrageiras de elevada produção, qualidade e tolerância; dietas e estratégias de alimentação baseadas na avaliação dos alimentos; melhoramento genético de bovinos; controle estratégico de ectoparasitas e endoparasitas; procedimentos para produção de leite de qualidade; intensificação da produção de leite a pasto; mistura cana e ureia para alimentação de bovinos na época seca; procedimentos para redução do intervalo de partos em vacas leiteiras foram algumas das tecnologias disponibilizadas pela Embrapa Gado de Leite para o produtor de leite.

Colostro como fonte de alimentação para bezerros

1977

Iniciados os estudos para a substituição do fornecimento de leite por colostro “in natura” ou conservado, em sistemas de aleitamento artificial. O objetivo: reduzir o custo de produção desta categoria animal.

Pastagens em áreas montanhosas

1978

Tem início os estudos para o desenvolvimento de um conjunto de tecnologias destinadas ao cultivo de pastagens em áreas montanhosas da região Sudeste. Adubação química e uso de espécies forrageiras adequadas, tratos culturas e práticas conservacionistas de solo foram desenvolvidos.

Banco Ativo de Germoplasma Forrageiro

1978

Visando substituir o capim-gordura em processo de degradação, pesquisadores estudam diversas gramíneas, identificando as mais promissoras para as áreas de morro.

Produção “in vivo” e "in vitro" de embriões

1979

Começam as pesquisas em biotecnologia da reprodução. Foram realizados procedimentos de superovulação de bezerras impúberes e a fertilização “in vitro”. Numa segunda fase (1993), procurou-se melhorar a eficiência dos protocolos de superovulação, priorizando os estudos em animais da raça Gir. Em 1999, tiveram início os trabalhos com aspiração folicular.

Abrigo individual para bezerros

1980

Visando melhorar o manejo para criação de bezerros, tem inicio os estudos para a adaptação desta tecnologia (abrigo individual de bezerros ou “casinha” para bezerros) para as condições tropicais.

Pastagens de Forrageiras de Inverno

1980

Pesquisas com forrageiras de inverno começam a ser realizadas. Foram testadas variedades de aveia e azevém em condições de irrigação. Como o azevém apresentou resultados melhores do que a aveia, a partir de 1983, apenas o azevém foi avaliado sob pastejo.

Biogás

1980

Começam os estudos sobre a utilização de biogás como fonte de energia. Três biodigestores foram instalados: dois no então Campo Experimental de Coronel Pacheco (CECP) e o terceiro no Campo Experimental da Fazenda Santa Mônica (CESM).

Capim-elefante

1980

Visando a produção intensiva de leite a pasto, pesquisadores iniciam os trabalhos com Capim-elefante, cultivar Napier.

Macro e micro minerais

1981

Embrapa Gado de Leite realiza levantamento dos níveis de macro e micro minerais por meio de análises de solo, forrageiras e tecidos dos animais (sangue e ossos). Os estudos permitiram verificar as demandas por estes elementos em diferentes regiões, possibilitando recomendações corretas de misturas minerais.

Eficiência reprodutiva

1983

Realizada avaliação ginecológica em rebanhos leiteiros, identificando e quantificando os principais problemas reprodutivos. Objetivo: conhecer a real situação reprodutiva dos rebanhos leiteiros no país. Em seguida, foi feita a avaliação da assistência técnica sobre as melhorias dos índices produtivos e reprodutivos.

Puberdade em touros mestiços

1985

Tem início os estudos para estabelecer a fase de puberdade e maturidade sexual em touros mestiços Girolando, fornecendo subsidio para as Centrais de Inseminação na tomada de decisão sobre a melhor idade para coleta de sêmen.

Manejo reprodutivo

1985

Iniciaram-se os trabalhos utilizando a avaliação da condição corporal (escore corporal), correlacionando este índice com a eficiência reprodutiva do rebanho em função da alimentação.

Bem estar e comportamento animal

1986

Os conhecimentos gerados pelos estudos do comportamento animal, com ênfase no comportamento ingestivo e sexual, servem como diretriz para o manejo nutricional e reprodutivo dos bovinos. Alteração no horário de ordenha, utilização de sombreamento em pastagens e intensificação na detecção de cio de animais da raça holandesa e zebuínas são indicações decorrentes destes estudos.

Sistemas Silvipastoris

1988

Para a recuperação de pastagens degradadas foram iniciados trabalhos com leguminosas arbóreas e arbustivas (sistemas silvipastoris). Os primeiros estudos foram feitos com árvores isoladas e, posteriormente, foram identificados modelos mais adequados para áreas montanhosas.

Manejo de dejetos

1990

Pesquisadores avaliam o sistema de tratamento biológico aeróbico de dejetos utilizados em sistemas intensivos de produção de leite. Os resíduos provenientes da atividade pecuária, manejados e distribuídos de forma inadequada, tornam-se poluidores do meio ambiente. A tecnologia avaliada é considerada eficiente do ponto de vista ambiental, econômico e sanitário, contribuindo para a sustentabilidade dos sistemas de produção intensivos.

Melhoramento do Capim-elefante

1991

Tem início o programa de melhoramento do capim-elefante. Pesquisadores buscam cultivares mais produtivas, propagadas por sementes.

Estresse calórico

1992

Estudos envolvendo avaliação a campo e em câmara climática identificaram que, nas condições do Brasil Central, bovinos leiteiros estão sujeitos ao estresse calórico. Animais ½ sangue são mais eficientes na termorregulação que animais ¾, 7/8 e Holandês.

Regionalização de Forrageiras

1993

Conduzidos trabalhos de regionalização de forrageiras. Objetivo: identificar, em importantes bacias leiteiras da Região Sudeste, gramíneas e leguminosas adaptadas às condições locais de solo e clima.

RENACAL - avaliação da alfafa

1994

Tem início a avaliação do potencial de cultivares de alfafa em diferentes ambientes tropicais. A Rede Nacional de Avaliação de Cultivares de Alfafa é criada para indicar as mais adaptadas nos sistemas de produção de leite. As cultivares Crioula, P-30 Monarca e Vitoria se destacam em ensaios conduzidos na Região Sudeste, sendo as duas primeiras recomendadas para cultivo nos biomas Mata Atlântica, Cerrado e clima subtropical.

Cultivar Pioneiro

1996

Primeiro material de capim-elefante lançado comercialmente, fruto do programa de melhoramento genético iniciado em 1991.

Utilização de Ultrassonografia

1996

Embrapa Gado de Leite passa a utilizar diagnostico por imagem de ultrassonografia, visando estabelecer diversos parâmetros ovarianos, principalmente na raça Gir.

Biotécnicas da reprodução

2001

Reestruturação do Laboratório de Reprodução Animal e aquisição de equipamentos de ultima geração, permitindo avanço nas pesquisas em biotecnologia da reprodução.

Produção orgânica de leite

2002

Para atender a demanda do consumidor por alimento de qualidade, produzidos em bases sustentáveis, pesquisadores iniciaram o desenvolvimento de ações para o acompanhamento socioeconômico e zootécnico de sistemas de produção orgânica de leite. São pesquisadas alternativas para a produção de forragem e controle sanitário dos animais (combate de carrapatos e prevenção e tratamento da mastite bovina) visando à produção orgânica.

Serviços

Análises laboratoriais; consultorias, assessorias e validação de produtos; consultas técnicas; cursos; palestras; biblioteca; apoio à comunidade.

Modelo Físico - Sistema Gado Mestiço

1974

Instalado no CECP o “Sistema Intensivo de Produção de Leite a Pasto”, com gado mestiço. Na época, vigorava o tabelamento do leite e a Embrapa Gado de Leite utilizou o sistema para calcular os custos de produção do leite tipo “C”, subsidiando com informações técnicas a política de tabelamento. O sistema direcionou a formulação das pesquisas analíticas e, ainda hoje, serve de importante instrumento na difusão de tecnologia e na geração de coeficientes técnicos e econômicos para produção de leite.

Mestiço Leiteiro Brasileiro - MLB

1976

Programas de melhoramento genético foram implantados no Brasil. A recém-constituída equipe de melhoramento animal da Embrapa Gado de Leite criou o projeto Mestiço Leiteiro Brasileiro (MLB). Este foi o primeiro programa de teste de progênie para leite realizado no país. O projeto se enquadrava no programa de assistência técnica da Food and Agriculture Organization (FAO).

Acompanhamento de Fazendas

1977

Inicia-se o Projeto de Acompanhamento de Fazendas, um dos trabalhos pioneiros em Transferência de Tecnologia da Embrapa Gado de Leite. Paralelo ao monitoramento do modelo físico foi realizado um trabalho de acompanhamento do desempenho de sistemas de produção em propriedades privadas. O projeto foi difundido para toda Minas Gerais, numa interação com a Emater. Posteriormente, o mesmo trabalho veio a ser desenvolvido em parceria com a Emater-Rio. Gradativamente, outros estados foram incorporados ao projeto, sempre com a participação da extensão rural pública ou privada, via cooperativas e instituições congêneres.

Controle Estratégico do Carrapato e dos Helmintos Gastrointestinais

1980

Buscou-se minimizar os prejuízos, tanto de saúde, quanto econômicos, oriundos das parasitoses. Na primeira metade da década, ações de pesquisa foram executadas para o conhecimento da ecologia dos parasitas gastrointestinais e adaptação de estratégia de controle. Posteriormente, o objetivo da pesquisa foi o conhecimento da ecologia do carrapato dos bovinos e a adaptação de estratégia de controle. Desde então, vem-se priorizando ações de transferência das tecnologias adaptadas, contribuindo para a melhoria da produtividade dos rebanhos de leite no País. A partir de 1997, considerando a dificuldade existente para o produtor conhecer a sensibilidade da população de carrapatos do rebanho aos carrapaticidas disponíveis no mercado, a Embrapa Gado de Leite disponibilizou serviço laboratorial gratuito, favorecendo um controle mais eficiente e econômico.

Programa de Teste de Progênie do Gir Leiteiro

1985

O programa de teste de progênie do Gir Leiteiro - que daria origem ao Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro (PNMGL) - começa a ser executado. O PNMGL incorpora ao teste de progênie a avaliação de características para teores de proteína, lactose e sólidos totais do leite e sistema de avaliação linear. Com o desenvolvimento do Programa, é criado o Banco de DNA de Zebuínos Leiteiros, resultando na incorporação de características moleculares nos sumários. Em 1993, foi lançado o primeiro resultado do teste de progênie de nove touros da raça Gir.

Laboratório de Radio Imunoensaio

1985

Para dar suporte aos trabalhos de fisiologia ovariana envolvendo avaliação da atividade ovariana e de parâmetros bioquímicos/endócrinos, foi implantado o laboratório de rádio imunoensaio. A partir dele, foi possível executar análises hormonais e de componentes sanguíneos.

Planilhas de Custo de Produção de Leite

1986

Representantes dos diversos segmentos do setor leiteiro elaboraram o Plano de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira e Laticínios, encaminhado ao Governo como a proposta da iniciativa privada para o setor. O Plano previa a elaboração de planilhas de custo de produção de leite para diversas regiões do país, visando orientar a definição do preço do leite, na época controlado pelo Governo. Em 1986, foi lançada a primeira planilha de custo do leite C, que se baseou no sistema de produção de leite a pasto/gado mestiço da Embrapa Gado de Leite. Foram elaboradas também as planilhas de custos de produção de leite B e as de leite C para São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia. As planilhas foram mensalmente atualizadas e divulgadas até 1996.

Banco de Dados Econômicos

1986

O trabalho de atualização mensal das planilhas de custos conduziu ao acompanhamento da conjuntura do setor leiteiro e à criação de um banco de dados de variáveis macro e micro econômicas. Foi organizado um banco de dados com preços de insumos agropecuários, preços de leite ao produtor e ao consumidor, custos de produção, além dos indicadores e índices da economia brasileira. Realizaram-se estudos onde se avaliou a evolução das relações de preços de insumos e serviços próprios da pecuária leiteira e de preços do leite.

Modelo Físico - Sistema Gado Puro

1987

A partir de 1987, a Embrapa Gado de Leite iniciou várias ações de pesquisas para a intensificação da produção de leite. Foi instalado, no então Campo Experimental de Coronel Pacheco (CECP), um sistema de produção, do tipo free-stall, com animais de alto potencial genético para leite, da raça Holandesa, importados dos Estados Unidos.

Sistema de Acompanhamento de Fazendas (SAF)

1990

Para a entrada dos dados coletados e obtenção de indicadores técnicos e econômicos das fazendas acompanhadas, foi desenvolvido um software, denominado Sistema de Acompanhamento de Fazendas (SAF), uma contribuição inédita para a época. Este instrumento foi amplamente distribuído no processo de descentralização das atividades do projeto, que chegou a contar com 440 fazendas em nove estados da Federação.

Programa Nacional de Melhoramento do Guzerá para Leite

1994

Iniciado o Programa Nacional de Melhoramento do Guzerá para Leite (PNMGuL), resultado da parceria entre a Embrapa Gado de Leite, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Centro Brasileiro de Melhoramento do Guzerá, a ABCZ e várias centrais de inseminação. O PNMGuL previa a realização do teste de progênie, associado a um Núcleo de Múltipla Ovulação e Transferência de Embriões - MOET.

Mapeamento de Bacias Leiteiras e Dinâmica da Produção de Leite

1994

Identificação das principais áreas de produção de leite no País, organizando o acesso às informações de produção e possibilitando a realização de análises conjunturais e estruturais do setor leiteiro e da própria pesquisa. Entre os resultados alcançados estão a criação de bases de dados georreferenciados com variáveis e indicadores sobre a produção de leite no Brasil e os levantamentos e análises das principais restrições técnicas, socioeconômicas e institucionais da cadeia agroalimentar do leite, nas Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

Diagnóstico Microbiológico da Mastite

1996

Padronização da cultura de amostras de leite de animais individuais para diagnóstico da mastite bovina, com o objetivo de adequar a coleta de amostras, o transporte e a cultura no laboratório aos critérios recomendados internacionalmente, tornando possível comparar os resultados obtidos no Brasil com os de outros países.

Programa de melhoria da qualidade do leite

1996

A Embrapa Gado de Leite coordena as discussões sobre qualidade do leite e colabora no estabelecimento de procedimentos técnicos com vistas à modernização das normas de produção de leite. Esses trabalhos culminaram com a inclusão de novos testes, já usados em outros países desenvolvidos, para avaliação da qualidade do leite (contagem total de bactérias, contagem de células somáticas, conteúdo de proteína e pesquisa de resíduos de antibióticos no leite). O documento final foi usado como base para aelaboração da Instrução Normativa 51/2002 do MAPA (posteriormente IN 62/2011) e para discussões sobre programas de melhoria da qualidade do leite. Entre as mudanças decorrentes cita-se a exigência de refrigeração do leite na propriedade e no transporte, e alterações nos regulamentos dos diferentes tipos de leite (A, B, C).

Laboratório de Qualidade do Leite

1997

Instalação do Laboratório de Qualidade do Leite (LQL), com a aquisição de equipamento automatizado para contagem de células somáticas e determinação da composição do leite, utilizando recursos financeiros do Banco Mundial (Programa de Modernização da Agropecuária – PROMOAGRO). Desde a sua instalação, presta serviços para associações de criadores, produtores, cooperativas, indústrias de laticínios e projetos de pesquisa da Embrapa Gado de Leite e de instituições parceiras de ensino e pesquisa. Em 2003, o LQL passou a integrar oficialmente a Rede Brasileira de Laboratórios de Controle da Qualidade de Leite (RBQL), criada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em 27/02/2009 recebeu o credenciamento do Mapa para realizar análises de amostras de leite, em suporte à Inspeção de Produtos de Origem Animal.

Programa Nacional de Melhoramento da Raça Girolando

1998

Tem início o Programa Nacional de Melhoramento da Raça Girolando. Parceria entre a Embrapa Gado de Leite e a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. O rebanho leiteiro nacional é predominantemente mestiço Holandês x Zebu, com grande destaque para o cruzamento entre animais das raças Holandesa e Gir, formando o Girolando. A raça Girolando, reconhecida desde 1996 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), é formada por animais com composição genética 5/8 Holandês e 3/8 Gir.

Vitrine de Tecnologias do Leite

1999

Primeira montagem da Vitrine de Tecnologias do Leite na Exposição Agropecuária de Belo Horizonte. A Vitrine tem com objetivo apresentar a cadeia produtiva do leite ao vivo, com foco no público infantil e urbano. Mais de 300.000 pessoas em todos os locais do país já visitaram a vitrine.

Programa Nacional de Melhoramento da Raça Holandesa

2000

Nos mesmos moldes do Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro, em 2000 inicia-se o Programa Nacional de Melhoramento da Raça Holandesa.

Banco de DNA de raças leiteiras

2000

A partir de 2000, passou-se a extrair e a estocar o DNA de animais das raças Gir, Guzerá, Girolando e Holandesa. As informações obtidas são utilizadas na genotipagem de locos de interesse econômico, permitindo a inclusão de características moleculares nos sumários de touros. Em um primeiro momento foram incluídos os genótipos para o gene da Kappa Caseína e posteriormente dos genes da beta-lactoglobulina, prolactina e DGAT1.

Residência zootécnica: aprender fazendo

2002

A Residência Zootécnica é uma modalidade de estágio específico oferecido a estudantes de cursos técnicos em agropecuária com o objetivo de especialização em manejo e trato de bovinos leiteiros. Baseia-se no método “aprender fazendo” e contempla conteúdos técnicos, sociais, culturais e comportamentais, que orientam e permitem aos estudantes a aplicação de conhecimentos teóricos, por meio da vivência em ambientes de trabalho e situações reais do exercício da futura profissão. Os residentes também têm acesso a material didático necessário ao bom desempenho das atividades e material técnico para consulta disponível em biblioteca. Desde o seu início, dezenas de estudantes de diversas instituições de ensino de todas as regiões do País participaram deste projeto, cujo índice de aproveitamento imediato pelo mercado de trabalho é excelente.

Planilhas de indicadores técnicos

2004

Planilhas desenvolvidas para avaliação de indicadores técnicos de eficiência e renda da propriedade leiteira. Com objetivo de fazer um diagnóstico objetivo e rápido da propriedade leiteira, foi validada em parceria com a Emater-MG, cooperativas de Goiás e Banco do Brasil e dentro do projeto Procriar.

Sistema de monitoramento do mercado de lácteos do Brasil - SIMLEITE

2004

A Embrapa passa a monitorar os preços e volumes transacionados nos mercados de leite e derivados lácteos, contribuindo com informações para melhor coordenar a cadeia produtiva. O trabalho é realizado por meio do Sistema de Monitoramento do Mercado de Lácteos do Brasil (SimLeite). Pretendia-se, com o SimLeite, coletar informações, obter indicadores de preços e volumes transacionados e processados, prever valores de preços e quantidades.

CILeite

2006

Lançado o Centro de Inteligência do Leite – CILeite (http://www.cileite.com.br/)oriundo de uma parceria entre a Embrapa Gado de Leite e a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de Minas Gerais. Trata-se de uma rede de colaboradores formada por produtores, empresas, associações, sindicatos, federações de produtores e de trabalhadores, universidades e institutos de pesquisa, que se dedicam ao agronegócio do leite. O Centro de Inteligência do Leite se propõe a acompanhar a conjuntura, a evolução e as tendências da cadeia produtiva do leite para oferecer informações técnicas e econômicas ao público interessado.

Consórcio Brasileiro para Comparação de Modelos de Produção de Leite – CBLEITE

2007

Tem início o Consórcio Brasileiro para Comparação de Modelos de Produção de Leite – CBLEITE. Objetivo: levantar informações de custos de produção, que permitissem comparações em base e procedimentos comuns, considerando a metodologia do IFCN – International Farm Comparison Network (rede internacional para comparação de sistemas de produção de leite), além de possibilitar acesso ao banco de dados de outros países. É formado por 11 entidades/empresas.

PAS - Leite

2010

A Embrapa Gado de Leite, em parceria com Sebrae, Senar e outras instituições, deram início ao Programa do Alimento Seguro voltado para a pecuária de leite (PAS–Leite). Para ampliar o foco do PAS-Leite, foi lançado em 25 de julho de 2012 o Plano Nacional de Capacitação em Qualidade do Leite (PNCQL). Objetivo: melhorar a qualidade e a segurança do leite, que é produzido no país, adotando as Boas Práticas Agropecuárias.

Ferramentas genômicas

2010

Pesquisadores passam a realizar estudos para desenvolver ferramentas genômicas (chips de DNA) para a genotipagem de bovinos. A avaliação genômica auxilia na pré-seleção de touros jovens dos programas de melhoramento. Paralelamente, estão sendo desenvolvidos trabalhos de sequenciamento do genoma do Gir leiteiro e Guzerá, visando à identificação de genes de interesse econômico para a pecuária de leite.

Programa Nacional de Melhoramento da Raça Sindi

2010

Em 2010 teve início a implantação do Programa Nacional de Melhoramento da Raça Sindi, para leite.

REPILeite

2011

Criada a Rede de Pesquisa e Inovação em Leite (RepiLeite), primeira rede social sobre a cadeia produtiva do leite na internet. O objetivo da Rede é fomentar as discussões sobre o agronegócio do leite. A RepiLeite (www.repileite.com.br) trabalha com várias ferramentas disponíveis na web. Vídeos, fotos, blogs, chats, trocas de mensagens e fóruns são utilizados para o compartilhamento de ideias e a criação coletiva do conhecimento

Genoma do Zebu Leiteiro

2012

Menos de três anos após a divulgação do mapeamento do genoma bovino, realizado pela comunidade científica internacional, o Brasil apresentou os primeiros resultados do sequenciamento do genoma de animais de raças zebuínas para leite (Gir Leiteiro e Guzerá). O anúncio foi feito no dia quatro de maio de 2012, em Uberaba, durante a Expozebu – uma das maiores exposições pecuárias do mundo.

Produtos

Publicações; Cultivares; Medicamentos; Patentes.

Leite em Números

1994

Disponibilizada em formato de livro, a base de dados Leite em Números, que divulga informações sobre a cadeia produtiva do leite: volume de produção, comercialização e consumo de leite e derivados. Estas estatísticas encontram-se no sítio da Embrapa Gado de Leite.

Papilomax

1995

Iniciados os estudos que deram origem à pomada Papilomax para tratamento de papilomas (verrugas) em bovinos leiteiros, incluindo tetos e cascos. Em 1998, foi obtida a patente da pomada. Durante cinco anos (1996 a 2001), a Papilomax foi produzida pela Embrapa Gado de Leite em caráter experimental. Em 2001, a produção foi terceirizada.

Banco de Microrganismos

1995

Início da organização da Coleção de Microrganismos de Interesse do Agronegócio do Leite, que compreende, atualmente, microrganismos causadores de mastite bovina, patógenos humanos transmitidos pelo leite e derivados, microrganismos deterioradores do leite e derivados e microrganismos isolados do rúmen e da silagem.

Método Shiva

1996

Desenvolvido o Método Shiva, inovação de natureza didático-pedagógica para o treinamento em inseminação artificial em bovinos. Trata-se de um simulador do sistema genital da vaca, além de fitas de vídeo e livreto descrevendo a técnica.

Modelo de Contrato de Venda de Leite

1998

Elaborado um modelo de contrato para a venda do leite. O contrato objetivava disciplinar as condições na compra e venda do leite in natura. Por meio dos contratos, as indústrias poderiam estipular parâmetros de indicadores de qualidade desejáveis, bem como criar a possibilidade de exigir maior regularidade no volume de leite entregue ao longo do ano, definindo quantidades máximas e mínimas de leite a serem fornecidas. Outros aspectos poderiam ser considerados, como transporte, horários para recepção do leite, condições relativas a preços e prazos para pagamento de acordo com as modalidades negociadas pelas partes.

Bezerros de proveta

2000

Nascimento dos primeiros bezerros obtidos por aspiração folicular, sendo este o primeiro relato de bezerros produzidos “in vitro” por um grupo de pesquisa de Minas Gerais.

Kit Embrapa de Ordenha Manual

2005

Criado o Kit Embrapa de Ordenha Manual. Trata-se de uma inovação reunindo conhecimentos e tecnologias disponíveis da Embrapa Gado de Leite e de outras instituições para auxiliar os pequenos produtores a produzir leite com melhor qualidade microbiológica. O kit contem elementos para higienização dos tetos da vaca e uma cartilha com instruções detalhadas.

Antibiótico nanoestruturado

2007

Início dos estudos para desenvolvimento de uma formulação intramamária contendo antibiótico nanoestruturado para controle da mastite bovina. O trabalho evoluiu para o depósito de uma patente nacional e internacional da primeira formulação intramamária contendo nanotecnologia. Fruto de parceria entre a Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto e a Embrapa Gado de Leite, em 25 de março de 2011 foi concluído o tratamento da primeira vaca com este produto.

Patente Nanopartículas de Própolis

2010

Depósito nacional e internacional de patente que trata de processo de produção e aplicação de nano partículas de própolis, tanto para uso animal como para uso humano. O produto foi desenvolvimento para atender ao segmento de produção orgânica de leite.

Eventos

Leilão de gado; Estado Leite; Congresso Internacional do Leite; Vitrine de Tecnologias do Leite; Embrapa e Escola.

1° Dia de Campo

1980

Primeiro dia de Campo realizado pela Embrapa Gado de Leite no então CECP. A instituição utiliza até hoje com frequência esta importante ferramenta de Difusão de Tecnologia para o produtor rural.

NDT – Núcleo de Difusão de Tecnologia

1988

Reuniões anuais (1988 a 1991) com objetivo de fortalecer e ampliar a interação entre a assistência técnica, lideranças do setor leiteiro e a extensão rural. Estas reuniões foram às bases para campanha de aumento da produtividade.

I e II Simpósios sobre Capim-elefante

1990

O I Simpósio (abri/1990) reuniu os primeiros resultados de sistemas de capim-elefante para produção de leite no Brasil. Foram discutidos os principais desafios da pesquisa para melhor aplicação da tecnologia de produção de leite em pastagens de capim-elefante. No II Simpósio, ocorrido em dezembro de 1994, foi apresentado o estado da arte da produção e utilização do capim-elefante no Brasil.

Campanha Nacional de Aumento da Produtividade em Rebanhos Leiteiros

1991

Por iniciativa da Embrapa Gado de Leite, com a participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), foi instituída a Campanha Nacional de Aumento da Produtividade em Rebanhos Leiteiros. Ocorrida entre os anos de 1991/1994, a Campanha teve como ponto alto a realização de treinamentos para os técnicos da extensão, profissionais de cooperativas, indústria de laticínios e autônomos. Foram promovidos 90 cursos de capacitação técnica no período.

Workshop: “Controle Integrado da Mastite Bovina”

1994

Representantes dos vários segmentos da produção de leite e da comunidade científica (produtores rurais, representantes da indústria, agentes da assistência técnica oficial e privada, estudantes e professores universitários) se reuniram para avaliar a informação disponível sobre os métodos de controle da mastite bovina e procurar as razões para as dificuldades de se implantar tais programas no Brasil.

XXXIV SBZ

1997

Reconhecido pela comunidade científica como principal evento nacional de zootecnia, a XXXIV Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia (SBZ) foi realizada em Juiz de Fora, MG e coordenada pela Embrapa Gado de Leite.

1º Encontro dos produtores de leite do Campo das Vertentes

1998

Fruto da parceria firmada entre a CEMIG, Emater/MG, Universidade Federal de São João Del-Rei e Embrapa Gado de Leite, teve inicio a série anual de Encontros dos Produtores de Leite da Região do Campo das Vertentes. O evento congregou pesquisadores, professores, extensionistas, estudantes e produtores ligados ao agronegócio do leite.

I Simpósio sobre Sustentabilidade da Produção de Leite no Leste Mineiro

1999

Parceria entre a Universidade Vale do Rio Doce (Univale) e a Embrapa Gado de leite, possibilitou a realização do I Simpósio relacionado à Sustentabilidade da Produção de Leite no Leste Mineiro. Foram temas de discussão: políticas públicas e aspectos econômicos da produção de leite; tendências dos atuais sistemas de produção de leite; recuperação de pastagens; qualidade do leite e normatização do uso de ordenhadeiras e tanques de expansão.

Simpósio sobre Sustentabilidade da Pecuária de Leite no Brasil

1999

Realizado o I Simpósio sobre Sustentabilidade da Pecuária de Leite no Brasil, em Goiânia/GO. O Simpósio teve por objetivo geral, debater temas relacionados à sustentabilidade da atividade leiteira, entre eles a avaliação socioeconômica de sistemas atuais de produção de Leite, intensificação da produção de leite a pasto, recuperação/Renovação de pastagens degradadas e modelos de assistência técnica e gestão.

Minas Leite

1999

Realizado o I Minas Leite, cujas edições se sucederam até 2008. Este evento balizou a criação de outras ações regionais de transferência de tecnologias (Estado Leite). As discussões do Minas Leite se pautavam na intensificação da produção, e debatiam temas como a gerência do agronegócio do leite; qualidade; avaliação genética; ambiente e produção de leite.

Simpósio Internacional sobre Sistemas Agroflorestais

2000

Representantes de vários países da América do Sul, liderados pela Embrapa Gado de leite discutiram o desenvolvimento de estratégias para a adoção de sistemas silvipastoris pelos produtores de leite.

Congresso de Produtores de Leite das Regiões Sul e Centro-sul Fluminense

2001

Uma parceria entre a Embrapa Gado de Leite, a Emater/Rio e a Fundação Dom André Arco Verde, permitiu a realização do Congresso de Produtores de Leite das Regiões Sul e Centro-sul Fluminense, formado por dois eventos: I Encontro de Produtores de Leite das Regiões Centro-sul e Sul Fluminense e o Seminário sobre Políticas Públicas e Diretrizes para o Setor Leiteiro das Regiões Sul e Centro-sul Fluminense. Após dois anos de realização deste Congresso, o mesmo passou a se chamar Rio Leite, com caráter itinerante em todo o estado do Rio de Janeiro.

1º Congresso Internacional do Leite

2001

O 1º Simpósio Sobre Sustentabilidade da Pecuária de Leite dá lugar ao 1º Congresso Internacional do Leite, composto pelo Simpósio sobre sustentabilidade da Pecuária Leiteira e pelo Workshop de Políticas Públicas para o Setor Leiteiro.

VI Congresso – Holstein de Las Americas

2001

O VI Congresso Holstein de las Américas foi realizado no Brasil, organizado pela Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH), com apoio técnico da Embrapa Gado de Leite e institucional do Ministério da Agricultura e do Abastecimento (MAPA). O Holstein de las Américas é um evento bianual. Trata-se de um fórum importante para a comunicação dos avanços nos conhecimentos técnico e científico aplicados à pecuária leiteira; intercâmbio de experiências e conquistas institucionais; análises e opiniões sobre as tendências da produção de leite e da indústria leiteira mundial.

41° Congresso da SOBER

2003

41º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural (Sober) foi realizado em Juiz de Fora - MG, no período de 27 a 30 de julho. A organização ficou a cargo da Embrapa Gado de Leite em parceria com as universidades federais de Juiz de Fora, Viçosa, Lavras e São João del Rei.

I Workshop do Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite

2003

Workshop realizado sobre os temas qualidade do leite, impacto para a indústria e a questão dos resíduos de antibióticos.

Workshop de Nanotecnologia

2007

Primeiro Workshop de Nanotecnologia Aplicada à Produção de Leite.

Workshop sobre Qualidade do Leite

2008

A realização do primeiro Workshop sobre Qualidade do Leite em Brasília teve como objetivo discutir os desafios para se atingir o padrão de qualidade desejado, sem excluir produtores da atividade. A partir desse primeiro Workshop, outros foram realizados em 2009, 2010 e 2011, como parte da programação do Fórum das Américas: Leite e Derivados.

I e II Fórum das Américas de Leite e Derivados

2009

Realizado entre os dias 13 a 16 de julho de 2009, no Expominas, em Juiz de Fora (MG), o I Fórum das Américas: Leite Derivados. A sétima edição do Congresso Internacional do Leite aconteceu simultaneamente e no mesmo espaço com outros eventos de tradição do setor leiteiro como a Expolac, Expomac, o Congresso Nacional de Laticínios e o Concurso Nacional de Produtos Lácteos.

I Pernambuco Leite

2009

I Pernambuco Leite – Sustentabilidade da Pecuária de Leite na Região Nordeste, realizado entre os dias 27 e 28 de maio de 2009, em Garanhuns/PE.

I Goiás Leite

2009

No I Goiás Leite, Embrapa Gado de Leite, FAEG, SENAR/GO e prefeituras municipais de Itaberaí, Niquelândia, Orizona, Piracanjuba, Mineiros, Piranhas e São Luís de Montes Belos se uniram para discutir com o setor produtivo, informações técnicas demandadas pelo agronegócio do leite.

Capacitación en Tecnologia Para Producción de Leche en los Trópicos

2011

1º Curso Internacional realizado pela Embrapa Gado de Leite, com o título – CAPACITACIÓN EN TECNOLOGIA PARA PRODUCCIÓN DE LECHE EN LOS TRÓPICOS, numa parceria com a Federación Panamericana de Lechería – FEPALE. Objetivo: capacitar profissionais em tecnologias de produção de leite a pasto em condições tropicais, visando garantir a sustentabilidade da atividade leiteira e sua competitividade.

Informações Técnicas

Banco de DNA; Custo de Forrageiras; Forrageiras para a Região Sul; Pasta do Produtor; Estatísticas do Leite - Leite em Números; Mapeamento da produção; Melhoramento Genético; Milho para Silagem; Pastagens; Plataforma Tecnológica; Sistemas de Produção; Zoneamento.

Etiologia da Mastite Bovina

1978

Início dos estudos sobre etiologia da mastite bovina e resistência aos antimicrobianos, com o objetivo de identificar os agentes da mastite em rebanhos leiteiros da Zona da Mata do Estado de Minas Gerais. Os estudos foram ampliados para avaliação de perdas de produção entre quartos mamários e alterações da composição do leite. Estudos da etiologia da mastite foram retomados no final da década de 1980 visando à identificação de espécies de Staphylococcus coagulase negativos.

Estudos sobre a viabilidade econômica de tecnologias

1980

Estudos para verificar a economicidade de tecnologias. As análises conduzidas estudaram a viabilidade econômica das tecnologias de forma isolada ou inseridas no contexto de sistema de produção. Pastejo rotativo de capim-elefante, cana + ureia, controle de endo e ecto parasitas são alguns exemplos de tecnologias que foram tratadas do ponto de vista econômico, analisando sua viabilidade e as condicionantes para sua incorporação nos sistemas de produção em uso pelos agricultores.

Análise econômica do controle da mastite bovina

1988

Primeiros estudos realizados para avaliar o custo benefício de medidas de controle da mastite subclínica. Posteriormente, na década de 2000, foram conduzidos estudos para avaliar a viabilidade técnica da erradicação de Streptococcus agalactiae de rebanhos bovinos, e o retorno econômico dessa prática.

Epidemiologia da Mastite Bovina

1994

Início de estudos epidemiológicos contemplando a prevalência da mastite bovina em rebanhos de Minas Gerais e os fatores de risco associados com essa doença. Esses estudos serviram para ampliar o conhecimento sobre a epidemiologia da mastite bovina e orientar medidas específicas de controle.

Estudos da Cadeia Agroindustrial

1998

Início das pesquisas conjunturais e estruturais dos diversos elos que compõem o complexo agroindustrial do leite. Merecem destaque os estudos sobre Competitividade dos produtos lácteos no Estado de Goiás e Efeitos de políticas públicas sobre a cadeia produtiva do leite em pó.

Taninos Condensados - TC

1999

A Embrapa Gado de Leite sugere que os Taninos Condensados (TC) do sorgo sejam um potencial mitigador da emissão de metano entérico e um protetor de proteína ruminal. Os taninos condensados são compostos químicos chamados polifenóis, capazes de inibirem a digestão das proteínas e da fibra nos ruminantes. Níveis acima de 40 a 50g/Kg da matéria seca (MS) da forragem podem reduzir a digestibilidade e disponibilidade de proteínas na MS do alimento, na saliva e na micro flora ruminal. Já níveis inferiores podem aumentar a quantidade da proteína dietética que flui para o intestino delgado e ali ser absorvido.

Boas práticas de ordenha

1999

Projeto financiado pelo Prodetab, com o objetivo de definir metodologia e conceitos do APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle), para aplicação na produção primária do leite. Os resultados dessa pesquisa indicaram a necessidade de implementação das Boas Práticas Agropecuárias (BPA) na produção de leite. Um dos resultados desse projeto foi a elaboração de um manual editado pela Embrapa, em parceria com a FAO, no qual foi incluído um capítulo sobre produção de leite.

Estudos do Sistema Agroindustrial do Leite

2002

Estudo dos efeitos de políticas públicas e mercados sobre sistema Agroindustrial do leite nos cinco principais estados produtores de leite do Brasil.

Qualidade do leite em pequenas propriedades

2002

Iniciados trabalhos em parceria com a Emater-MG e Epamig/ILCT sobre a viabilidade técnica do uso de tanques de refrigeração coletivos para pequenos produtores reunidos em Associações. Esses estudos foram retomados em 2008, após a Instrução Normativa 51 (posteriormente IN 62) entrar em vigor.

Árvore do Conhecimento do Leite

2005

A Árvore do Conhecimento do Agronegócio do Leite torna-se a primeira “Árvore” a ser publicada na Agência de Informação Embrapa (http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Agencia8 /AG0 1/Abertura.html). Esta Árvore oferece informações sobre a produção de leite, abrangendo as fases de pré-produção, produção e pós-produção, além do acesso a recursos de informação na íntegra. As informações podem ser obtidas pela navegação numa estrutura ramificada em forma de árvore hiperbólica, por hipertexto ou pelo serviço de busca.

Banco de dados iLPF

2008

Embrapa Gado de Leite disponibiliza um Banco de Dados relacional e georreferenciado sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (BD-iLPF. O acesso é livre para clientes e colaboradores do Projeto iLPF e para usuários comuns (http://www.cnpgl.embrapa.br/nova/silpf/index.php).

Monitoramento da resistência bacteriana aos antimicrobianos

2008

Os primeiros estudos sobre sensibilidade das bactérias aos antimicrobianos foram realizados no final da década de 1970. Esses estudos foram ampliados a partir da década de 1990, com aplicação da técnica da concentração inibitória mínima. A partir de 2008, a Embrapa Gado de Leite passou a liderar um projeto em escala nacional de monitoramento da resistência bacteriana aos antimicrobianos e pesquisa de genes de resistência. Para esse fim, foi criado um Centro Colaborador sobre o tema, com apoio da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Projeto Gestão Eficiente da Propriedade Leiteira - GEPLEITE

2011

Projeto executado em parceria com a Itambé objetivando a implantação de um sistema de controle em propriedades leiteiras, que considere os tradicionais indicadores zootécnicos, mas que adicione mecanismos de tomada de decisões gerenciais baseado em um conjunto de indicadores econômicos e financeiros. A cada mês é aferido o custo de produção de cada propriedade e os indicadores de eficiência zootécnica do rebanho, além de ser verificado se a propriedade está gerando ou destruindo valor em relação ao patrimônio.